A coisa mais importante da vida

Não é que não ligue pra mais nada, é que talvez todo o resto nunca tenha sido tão importante mesmo e eu só tenha percebido isso agora que você parece tanto com a coisa mais importante da vida. Mas a gente nunca pode saber bem certinho, assim como numa conta, que alguém é realmente a coisa mais importante da vida. A gente pode só imaginar que talvez seja, baseados numa série de indícios do tipo o quanto de tempo a gente fica sem pensar nessa pessoa, ou quantas vezes nos lembramos que esquecemos de perguntar pra ela qual seu sabor favorito de geleia ou mesmo se ela gosta de geleia e não se perdoar por não ter perguntado ou, pior, ter esquecido. Só assim a gente pode pensar que alguém é a coisa mais importante da vida e, mesmo assim, a gente pode, no máximo, aproveitar quietinho do lado dela e achar que é a pessoa mais sortuda do mundo todo.